quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Natal e Ano Novo

Trabalhou o ano inteiro sem folga e agora nas Festas de Fim de Ano vai querer continuar trabalhando?! Não.
Faça agora sua encomenda e garanta sua Ceia de Natal no conforto de sua casa.


terça-feira, 11 de março de 2014

Ovo Cozido ao Curry... são 2 ovos cozidos fatiados, com um molho sensacional de curry... 




Alimentos Permitidos - Fase Ataque

Os alimentos permitidos na fase de ataque da Dieta Dukan são:

1. As carnes magras: vitela, boi, menos o entrecosto e a costela, grelhados ou assados, sem gordura.
2. Os cortes: fígado, rins e língua de vitelo e boi (ponta).
3. Todos os peixes, gordurosos, magros, brancos, azuis, crus e cozidos.
4. Todos os frutos do mar (mariscos e crustáceos).
5. Todas as aves, exceto o pato, sem pele.
6. Presunto sem gordura, fatias de peru, frango e porcos magros
7. Ovos.
8. Proteínas vegetais.
9. Laticínios desnatados.
10. Um litro e meio de água sem sais.
11. Panqueca de farelo de aveia ou uma colher e meia de sopa de farelo de aveia, no leite ou qualquer laticínio, diariamente.
12. Vinte minutos de caminhada obrigatória, todos os dias.
13. Os adjuvantes: café, chá, infusões, vinagres, ervas aromáticas, condimentos, especiarias, picles, limão (não em bebida), sal e mostarda (com moderação).

À parte esses adjuvantes, a caminhada e as 11 categorias de alimentos descritas acima, NADA MAIS É PERMITIDO.

Lembrando que esta fase de ataque não deve passar de 5 dias.

Conforme as receitas forem ficando prontas, vou postando aqui para vocês...

DIETA DUKAN

A partir de hoje teremos pratos para todas as fases da DIETA DUKAN, que são:

A FASE DE ATAQUE: Apenas proteínas puras, que permite a iniciação extremamente eficaz, praticamente tão rápida quanto a do jejum, mas sem seus incovenientes... Mas são apenas 3 ou 4 dias!

A FASE CRUZEIRO: Alternância de proteína e legumes, você conseguirá atingir de uma vez por todas o peso desejado.

A FASE DE CONSOLIDAÇÃO
: Destinada a evitar o efeito sanfona, sua duração é de precisamente 10 dias para cada quilo perdido.

Boa Dieta!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Curry de Legumes - Segunda Sem Carne

Segue mais uma receita tirada direto do site http://www.segundasemcarne.com.br... é bem fácil! :)

Ingredientes

  • couve-flor, ou cenoura, ou brócoli
  • 150 g de ervilhas frescas ou congeladas
  • 500 g de batatas cozidas e cortadas
  • opcional: manga ou maçã
  • 1 pedaço médio de gengibre ralado
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 1 colher (sopa) de curry
  • 400 ml de caldo de legumes (ou água com sal)
  • 1 caixinha de creme de leite de soja
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 1 vidro de leite de coco
  • Gotas de molho Tabasco (opcional)
  • Salsinha picada

Modo de fazer

Cozinhar os legumes ligeiramente, não deixando que fiquem moles. Se for utilizar frutas, acrescentá-las no final do cozimento.
Colocar num refratário e reservar.
Refogar o gengibre no óleo.
Juntar o curry e o caldo.
Misturar a farinha com o creme de leite de soja e acrescentar ao caldo, cozinhando até engrossar um pouco, temperando com Tabasco.
Acrescentar o leite de coco.
Provar o tempero e acrescentar sal, se necessário.
Despejar esse molho sobre os legumes, salpicar com salsinha e levar ao forno por aproximadamente 20 minutos, até esquentar bem. Servir com arroz.


SEGUNDA SEM CARNE

Conheci esta campanha hoje... acredito que muitos de vocês irão se interessar e se identificar bastante...


A Campanha...

A Campanha Segunda Sem Carne se propõe a conscientizar as pessoas sobre os impactos que o uso de carne* para alimentação tem sobre o meio ambiente, a saúde humana e os animais, convidando-as a tirar a carne do prato pelo menos uma vez por semana e a descobrir novos sabores.
Existente em vários outros países, como nos Estados Unidos e no Reino Unido (onde é encabeçada pelo ex-Beatle Paul McCartney) e apoiada por inúmeros líderes internacionais, a campanha foi lançada em São Paulo em outubro de 2009 numa parceria da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA) da prefeitura, posteriormente estendendo-se a várias outras cidades brasileiras.
A fim de facilitar a adoção deste hábito, a SVB fornece aqui receitas saborosas, dicas de nutrição, notícias e informações qualificadas a respeito das razões éticas, ambientais e de saúde para passar essa idéia adiante.

O Por que...
A principal razão por trás desta sugestão é que nós, brasileiros, frequentemente consumimos carnes em quantidade ainda maior durante o fim de semana. Na segunda-feira normalmente as pessoas, por esse motivo, estão mais propensas a comer coisas leves. Pesquisas indicam que os restaurantes vegetarianos recebem mais clientes às segundas-feiras. Segunda-feira é também um dia de se iniciar coisas novas, como deixar de fumar ou começar um regime.
Então, segunda-feira bem pode ser o dia para se tirar a carne do cardápio e com isso gozar de mais saúde, gerar um impacto menor ao meio ambiente e refletir sobre a maneira como os animais são criados e abatidos para gerar comida. Levando isso em conta, por que não passar a segunda-feira sem consumir carnes?
Há vários motivos pelos quais opta-se por não consumir carnes (bovina, suína, de aves, de peixes e outras).* Veja abaixo alguns deles:
Pelas pessoas
Uma alimentação centrada em vegetais favorece a prevenção de doenças crônicas e degenerativas como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, obesidade, diversos tipos de câncer e diabetes. Por apresentar tantos benefícios, dietas sem carne são estimuladas pela Associação Dietética Americana e Nutricionistas do Canadá, bem como por renomadas instituições como o American Institute for Cancer Research, American Heart Association, FDA (Food and Drug Administration), Universidade de Loma Linda, Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e Clínica Mayo.
Pelos animais
Atualmente, são mortos cerca de 70 bilhões de animais terrestres por ano no mundo, com a justificativa de que precisamos nos alimentar. No entanto, o reino vegetal é plenamente capaz de encher nossos pratos. Uma alimentação sem ingredientes de origem animal é ética, saudável e sustentável. Assim como nós, os demais animais querem ser livres e ter uma vida normal junto a membros da sua espécie. Desde milênios, o homem vem explorando e subjugando os animais. Considerados inferiores, são transformados em mercadoria. Impedi-los de desenvolver uma vida plena não é justo, já que possuímos outras alternativas saudáveis e menos impactantes para nos alimentar.
Pela sociedade
Grande parte dos grãos produzidos mundialmente vai para a alimentação de animais, incluindo 60% do milho e da cevada e até 97% do farelo de soja. E a maioria destes produtos animais é consumida pelos povos mais ricos. Em um planeta com um bilhão de pessoas passando fome, as carnes apresentam-se como uma fonte de alimentos extremamente ineficiente, demandando recursos escassos como água e terras agriculturáveis – que poderiam ser usados para alimentação humana direta.
Pelo planeta
Já há quase 7 bilhões de pessoas na Terra e, para produzir carne para esta população, é preciso criar bilhões de animais que consomem água, comida e recursos energéticos, demandam espaço, produzem grande quantidade de excrementos, contaminam os mananciais, causam erosão e geram poluição atmosférica. A criação de animais para abate é uma forma ineficiente de produzir alimentos: para cada quilo de proteína animal são necessários de 3 a 15 kg de proteína vegetal (milho, soja e outros).

* Note que cada um destes motivos pode motivar uma dieta “vegetariana estrita”, ou seja, aquela que — além de excluir todas as carnes  exclui também os outros ingredientes de origem animal (como laticínios e ovos).

Já quer começar?! Segue uma receitinha básica de BERINJELA GRELHADA COM MOLHO ESPECIAL
Ingredientes
2 berinjelas cortadas em fatias grossas
2 dentes de alho amassados
2 colheres (chá) de azeite
1 colher (chá) de sal
Para o molho:
1 cebola em cubinhos
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de alcaparras
2 colheres (sopa) de vinho branco
1 colher (café) de sal
Manjericão fresco a gosto
4 xícaras de folhas verdes
Preparo
Deixe a berinjela de molho em água e vinagre por 20 minutos. Escorra e besunte com o alho, o sal e o azeite. Grelhe em frigideira antiaderente, em fogo baixo, até dourar e amaciar, dos dois lados. Se necessário, pingue algumas colheres de água. Para o molho, refogue a cebola na metade do azeite em uma panela antiaderente, até dourar. Adicione a alcaparra, o restante do azeite e o vinho branco. Mexa, adicione o manjericão e retire. Distribua as folhas verdes em um prato e coloque as berinjelas por cima, formando um círculo. Regue com o molho e sirva morna.
Rendimento: 4 porções
Fonte:Cinthya Maggi

http://www.segundasemcarne.com.br/